Compartilhe:

Serviço lançado hoje pela rede social permite ao internauta imprimir diferentes versões da Linha do Tempo para usar como cartão de visitas particular ou de negócios.

O Facebook resolveu incentivar seus usuários a levarem sua marca virtual para o mundo real. A rede social acaba de lançar um serviço que permite que os internautas criem cartões de visita personalizados, com base em imagens e mensagens do seu perfil.

O novo serviço, chamado de Cartões Facebook, está sendo posicionado como um “novo modelo de negócios sociais para networking” que “faz a ponte entre online e offline”. O serviço, que se tornará disponível para os 800 milhões de usuários da rede globalmente a partir de hoje, foi desenvolvido em conjunto com a empresa britânica de impressão digital Moo.com.

A Moo.com, com sede no chamado Silicon Roundabout, no leste de Londres; oferecerá aos primeiros 200 mil usuários do Facebook 50 cartões de visita personalizados gratuitamente para promover o serviço. O custo de 50 cartões será de £ 10 (ou R$ 28,45).

A gigante das redes sociais acredita que o momento é propício para lançar o serviço, já que, com o lançamento da Linha do Tempo no Facebook no final do ano passado, os usuários serão capazes de fazer cartões de visitas criativos.

O Mark Zuckerberg, fundador do Faceboock, chegou a chamar a Linha do Tempo de “a história de sua vida”, quando apresentou um preview do produto para desenvolvedores em setembro. Ela substitui o Muro como perfil de cada usuário e tem o objetivo de documentar sua vida a partir do berço.

“A Timeline ajuda as pessoas a contar a sua história no Facebook e apresenta as partes de sua vida que mais significam para eles”, disse Jillian Stefanki, um porta-voz do Facebook em reportagem do jornal The Guardian. “A integração com a Moo.com torna possível para as pessoas terem a mesma experiência no mundo offline.”

A Moo.com, lançada em 2006 pelo empresário Richard Moross, anunciou que cada um dos cartões de visita pode mostrar uma imagem diferente na frente e uma citação favorita nas costas. O objetivo, disse Moross, é permitir que os usuários do Facebook tenham um estoque único de cartões de visita para usar “as imagens certas nas ocasiões certas, de negócios ou sociais”. Ele descreveu a nova oferta híbrida como um “cartão de visita online social”.

A Moo.com levantou mais de US$ 5 milhões (R$ 9,1 milhões) em capital de risco de empresas como o Grupo Accelerator, Index Ventures e Venture Atlas, investidores por trás de empreendimentos da internet como o Skype, Betfair, Lovefilm, Last.fm e MySQL.

Via Época Negócios

Write A Comment