Compartilhe:

As mídias sociais têm deixado de ser exclusivamente ferramentas de interação entre pessoas e passado, gradualmente, a ocupar espaço no ambiente corporativo. Cada vez mais empresas estão utilizando as redes sociais para se relacionar com os clientes, como recurso de marketing e ferramenta de colaboração.

Mas, apesar da facilidade que as mídias sociais oferecem em termos de interação e marketing, as empresas ainda enfrentam alguns desafios para obter o retorno esperado com o uso dessas ferramentas. Para Raphael Vasconcellos, vice-presidente executivo de criação da AgênciaClick Isobar, as marcas estão passando ainda por um processo de aprendizagem a fim de se estruturar e participar dos movimentos sociais. “Nesse processo, o consumidor aprende a se manifestar e a empresa a ouvir”, diz.

Segundo Edmar Bulla, CEO da consultoria Croma Marketing Solutions, o sucesso de uma marca nas redes sociais está em oferecer uma plataforma de comunicação aberta, democrática e imparcial para unir pessoas com interesses comuns, a fim de fomentar discussões. O consultor também enfatiza que muitas empresas ainda possuem uma estrutura clássica de marketing e que, nesse sentido, deve haver um processo de aculturação. “É preciso evangelizar a cultura do uso das mídias sociais”, ressalta.

Para João Ciaco, diretor de publicidade e marketing da Fiat e presidente da Associação Brasileira de Anunciantes (ABA), um dos maiores desafios é criar uma voz para a marca. “Existe uma dificuldade em estabelecer uma linguagem de acordo com o perfil das pessoas”, aponta. A montadora de automóveis desenvolveu um projeto de sucesso na internet, o Fiat Mio, onde as pessoas puderam sugerir e compartilhar ideias com a companhia, para a construção de um novo carro conceito.

A escassez de profissionais qualificados para atuar com redes sociais também é uma realidade nas empresas, principalmente nas agências de publicidade. Por esse motivo, é importante que invistam no treinamento e capacitação profissional. “O uso das mídias sociais requer profissionais que tenham conhecimento técnico e em gestão mercadológica”, afirma Ciaco. O executivo ainda ressalta a relevância em criar dentro da área de marketing de uma companhia, uma área destinada somente às redes sociais.

Mesmo com os novos rumos do marketing, criados pelo crescimento das mídias sociais, os especialistas acreditam que as redes não ofuscarão o papel do e-mail marketing como ferramenta de divulgação e comunicação. “O e-mail marketing continua sendo relevante. No caso da Fiat, 60% dos clientes preferem se comunicar pelo e-mail”, comenta Ciaco.

Via TI Inside

Write A Comment