Compartilhe:

Por ser uma rede social que já conta com cerca de 150 milhões de pessoas cadastradas no mundo, sendo 7 milhões no Brasil, o LinkedIn se tornou essencial para as empresas.

Mas quando se fala em LinkedIn, a primeira coisa que  vem a cabeça da maioria das pessoas é que se trata de um local para relacionamentos profissionais, com foco em recrutamento, seleção, contratações e recomendações.

Isso é fato e já está amplamente difundido, mas as possibilidades no LinkedIn vão muito além das tradicionais e já estão fazendo a diferença em muitos negócios.

Para começar comentando sobre as funcionalidades e utilizações tradicionais, ou seja a importância da rede para contratações e oportunidades de trabalho, cito uma informação do escritório do LinkedIn no Brasil , aberto no final de 2011, de que a rede  já registrou nada menos que 7,4 milhões de mudanças de empregos ou novas contratações de seus membros desde 2009, especialmente em empresas dos segmentos de educação, saúde, tecnologia da informação, marketing e publicidade.

Outra informação importante é que, de acordo com um estudo feito pela Reppler, empresa de recrutamento online, 91% dos responsáveis pelas áreas de recursos humanos das empregadoras pesquisam, na Internet, os perfis de candidatos às vagas.

Outro dado curioso mostra que 47% dos empregadores verificam as redes sociais antes mesmo de chamarem um candidato para a conversa, assim que recebem o currículo. Além disso, 69% já recusaram aspirantes às vagas por conta de comportamentos julgados inadequados neste tipo de site –11% falaram de fotos, outros 11 de críticas aos empregadores anteriores, mais 11 não se expressavam bem e 13% encontraram perfis que mentiam sobre suas competências no currículo.

Via Acontecendo Aqui

Write A Comment