Compartilhe:

As eleições de 2012 estão chegando e abre-se uma oportunidade para o profissional de marketing e comunicação no desenvolvimento de campanhas eleitorais por meio das mídias sociais.

Primeiramente, você sabe o que o candidato político precisa transmitir em sua campanha?
Ele deverá exibir uma imagem de respeito, seriedade e confiança. E é essa a função do consultor de marketing político, o marketólogo: orientar o candidato durante as eleições e também em sua trajetória pessoal.

Com as recentes mudanças na legislação eleitoral, como a Lei da Ficha Limpa, esse profissional deve ser ainda mais requisitado. Principalmente porque surgirão novos candidatos que precisarão construir uma imagem.

O que compreende o marketing político?

O marketing político compreende dois ramos de atuação: a comunicação política e o marketing eleitoral.

Comunicação Política acontece fora do período de eleição, sendo ela responsável por tratar assuntos relacionados à imagem do candidato e suas ações, esteja ele atuando no governo ou não.

Marketing Eleitoral tem foco total nos eleitores, começando sua atuação antes das eleições e se concretiza no último dia da campanha, com objetivo de desenvolver ações do candidato para atingir os eleitores em massa.

Hoje, as mídias sociais são o melhor canal para disseminação e promoção da imagem do candidato . Temos um grande case de sucesso que foi a campanha do Barack Obama, que através das mídias sociais conquistou:

  • 130 mil seguidores no Twitter;
  • 14 milhões de views em apenas um vídeo no Youtube;
  • grupo no Facebook com 2,3 milhões de membros.

Obama utilizou menos de 2% de seu budget total para ações online, que tiveram forte aceitação do público eleitorado.

O grande desafio é fazer o bom uso das redes sociais. Não adianta criar um perfil no Facebook e postar mensagens no Twitter e achar que é só isso.  Se o usuário perceber que o canal não possuí interação, ele o abandona imediatamente.

Hoje, o Brasil superou o Japão e ocupa a segunda posição entre os adeptos do microblog, com 33,3 milhões de twitteiros. No caso do Facebook, os números são maiores : 45,3 milhões de brasileiros utilizam a página de relacionamento, dos quais 4 milhões estão na cidade de São Paulo.

Via Midiaria

Write A Comment