Compartilhe:

Nosso cérebro não é projetado para criar felicidade da maneira que nós gostaríamos que fosse. Seu objetivo é cuidar da nossa sobrevivência. Ele guarda a química da felicidade (dopamina, serotonina e ocitocina) para oportunidades de satisfazer uma necessidade de sobrevivência, e só liberá-los em pequenas quantidades e são rapidamente metabolizados. Isso nos motiva a continuar tomando medidas que estimulam esses neurotransmissores. Nessa busca, a química do cérebro fica desequilibrada.

Ao final de um dia estressante, por exemplo, podemos acabar com muito mais química que leva a sentimentos negativos.  É o caso do cortisol, o objetivo desse hormônio é alertar sobre obstáculos no caminho para os bons sentimentos. O problema é que toda vez que você contorna um obstáculo seu cérebro encontra o próximo obstáculo.

Nosso cérebro evoluiu para procurar problemas e é muito hábil nisso. Toda vez que esbarramos em uma nova descoberta, seja uma tecnologia ou um novo hábito, a tendência é exaltar a parte negativa da novidade. Somos habilidosos em encontrar ameaças, mesmo quando buscamos por recompensas.

Leia eBooks à vontade com Kindle Unlimited

Circuito de Positividade

Negatividade vai engolir você a menos que você construa um circuito de positividade. Tendo consciência da química do nosso cérebro, basta que você remodele esse esquema, treinando cérebro para procurar pontos positivos da maneira que já está treinado para procurar por negativos. Por isso se fala tanto em gratidão. Focar em razões para agradecer (ser grato) reformula essa tendência natural de buscar por problemas e obstáculos.

Pode parecer difícil, pois no mundo que vemos a nosso redor existem muito mais destaques às notícias ruins. Porém para que equilibre a negatividade não é preciso que seu contraponto positivo seja de magnitude exemplar, qualquer pensamento positivo serve. Não importa o quanto pareça insignificante. Até mesmo esse ceticismo pode ser explicado pelo fato de nosso cérebro enxergar o mundo através de uma lente negativa.

Essa negatividade tem lá suas vantagens, pois pode nos salvar de muitos acidentes e desventuras, mas se isso acontece de maneira mecânica e automática, vai sobrecarregar você apenas com sentimentos negativos inúteis.

Nosso cérebro é projetado para aprender com a dor, dessa forma pode evitar a dor no futuro. O apoio social promove nossa sobrevivência, por isso nosso cérebro recompensa você com ocitocina quando você encontra segurança no apoio social, e avisa com o cortisol quando você se distancia dessa segurança.

Emoções e Recompensas

Somos sobrecarregados com informações o tempo todo então estamos o tempo todo filtrando o que será foco de atenção e o que será descartado como inútil. Não percebemos esse filtro porque a eletricidade no cérebro flui rápido demais. Para economizar energia, muitas vezes o cérebro já definiu esse filtro com uma experiência individual passada. Então ficamos condicionados a essas emoções e recompensas passadas e antigas. Sentimentos ruins são o sinal do cérebro de que as recompensas esperadas não se materializaram. Sendo assim, devemos parar de investir no Plano A e começar a investir no Plano B. Simples assim.

É difícil ser positivo quando todo mundo ao seu redor é tão negativo. Seu cérebro de mamífero quer correr quando o resto do rebanho corre. Na natureza selvagem, você acabaria nas mandíbulas de um predador se ignorasse os sinais de ameaça de seus companheiros do grupo e esperasse para ver se a ameaça era real.

Quando você constrói seu circuito de positividade, você substitui a negatividade com a alegria de poder escolher seu próximo passo. Você nunca pode prever os resultados de seus esforços, mas você sempre pode escolher o próximo passo para atender às suas necessidades. Ter expectativas realistas é a alternativa que você gera quando o seu cortisol emerge, embora seja natural ter um sentimento negativo quando seus esforços não trazem recompensas visíveis imediatas, você pode lembrar a si mesmo que sua sobrevivência não está realmente ameaçada. A maioria das realizações humanas vieram de esforços que não trouxeram recompensas visíveis imediatas. Quando seus resultados são decepcionantes, você pode ajustar suas expectativas e dar outro passo.

Desta maneira você vai estimular a química positiva e feliz em você em vez de apenas esperar que o mundo faça isso por você.

Via Forbes

1 Comment

  1. Maria Aparecida Nasser Reply

    Boa Noite Cris
    Muito bom o texto.
    Passamos por tudo isso mesmo.
    O difícil é aprender a superar.

    Abraços

Write A Comment