Compartilhe:

Numa era digital, com uma vida virtual e mídias sociais, não é difícil entender por que muitas organizações estão incentivando os colaboradores a buscarem seu pleno potencial por meio da percepção do momento presente. Agile e Mindfulness compartilham temas e abordagens comuns que são fundamentais e de bom senso para a realização de metas.

As principais áreas de comunhão entre Agile e atenção plena (mindfulness) também são algumas das características definidoras de cada abordagem: Pessoas, Simplicidade, Adaptabilidade e Foco.

Eu defino Mindfulness como a prática de estar plenamente presente e consciente, corpo e mente unidos. Mindfulness é a energia que nos ajuda a saber o que está acontecendo no momento presente. (Thich Nhat Hanh)

Alguns dos princípios fundamentais que muitas vezes são associados à atenção plena incluem abertura, reflexão, descoberta, flexibilidade, adaptabilidade, avaliação focalizada e tomada de decisão pragmática. Cada vez mais tornou-se um foco para as organizações que procuram maximizar a criatividade, inovação e inteligência emocional de seus colaboradores e equipes, e há vários estudos acadêmicos sobre os benefícios.

Mindfulness e Agile

Muitos dos princípios da atenção plena são compartilhados com os da prática Agile. A abordagem Agile dá importância às pessoas, à colaboração e à capacidade de resposta às mudanças, e visa proporcionar benefícios, como o envolvimento das partes interessadas e da equipe, o feedback antecipado ao cliente, a identificação precoce do problema e o retorno do investimento.

Quando se considera que a prática da atenção plena visa estimular a inteligência emocional, as relações interpessoais empáticas e a flexibilidade para aceitar a mudança, torna-se cada vez mais evidente que existem pontos comuns na mentalidade dessas duas abordagens.

Pessoas no Centro

Tanto a metodologia Agile como a prática Mindfulness dão grande importância a capacidade de compreender e responder às necessidades dos outros. Num contexto Agile, os clientes são participantes essenciais que exigem compaixão, empatia e compreensão profunda. Mindfulness enfatiza a importância da regulação e controle da emoção, a fim de melhor compreender e responder às necessidades emocionais dos outros, que são habilidades relevantes para uma equipe Agile.

Equipes independeres advogam a importância da dinâmica positiva da equipe, bem como a contribuição única de cada membro da equipe, encorajando a colaboração e a comunicação. Mindfulness pode ajudar a cultivar o bem-estar da equipe e a empatia, incentivando os praticantes a controlar e concentrar suas emoções. Isso promove um estado de atenção proposital, flexível e aberta que, em última instância, impulsiona a intenção. Ao abraçar essa capacidade de prestar atenção no outro, os praticantes de atenção plena aumentam a probabilidade de desenvolver e manter relacionamentos positivos, respeitosos e resilientes dentro de sua equipe. Isso é fundamental para uma prática ágil e eficaz, pois a colaboração, a boa comunicação e a equipe positiva estão no centro do Agile. Consequentemente, a produtividade da equipe pode ser melhorada através da promoção de equipes mais fortes, mais engajadas e colaborativas.

Ao desenvolver, fortalecer e impulsionar a inteligência emocional através de técnicas de atenção plena equipes Agile podem aumentar o desempenho da equipe e promover a empatia através de uma compreensão mais profunda da dinâmica da equipe e das necessidades individuais.

A Simplicidade Funciona

A simplicidade é um princípio fundamental de agilidade e atenção que segue a premissa básica: o foco em processos e soluções de alto valor, mas simples, reduzirá o desperdício (de tempo, energia ou custo) e aumentará a qualidade (do software, da comunicação ou de vida).

Os praticantes de Mindfulness defendem a importância de descompactar para criar o espaço emocional e físico necessário para desenvolver a consciência, a atenção focada e a vida sustentável. As práticas descompressivas, que podem ser físicas (como a simplicidade voluntária, que significa reduzir o materialismo e o consumismo, uma reavaliação ou um re-design minimalista do seu ambiente, ou literalmente desbastar superfícies e espaços no seu ambiente físico) ou espiritual (como se livrar da negatividade, incerteza e “ruído” mental), em última análise, aumenta a qualidade de vida através de um foco no valor, em vez de abundância.

Em um contexto Agile, o foco na simplicidade se manifesta em design simples, reuniões sucintas, comunicação, integração contínua (para citar apenas alguns).

A simplicidade é um componente importante do Agile e da atenção plena, com foco no valor e um esforço deliberado para remover a redundância. Equipes Agile podem desenvolver ainda mais a simplicidade do dia-a-dia por meio de práticas conscientes, tais como problemas físicos ou emocionais.

A Flexibilidade Impulsiona a Sustentabilidade

Os entusiastas da metodologia Agile adotam requisitos e ambientes em mudança, aqueles que praticam a atenção plena também desenvolvem a flexibilidade para aceitar e responder, ao invés de reagir à mudança.

Os profissionais da atenção plena defendem que a adaptabilidade (flexibilidade) deriva diretamente da aceitação da natureza transitória e fluida da vida. A capacidade de manter um estado de atenção proposital, flexível e aberto aumenta a qualidade de vida e a sustentabilidade.

Da mesma forma, equipes Agile mantêm a mentalidade de que a mudança é esperada e bem-vinda, identificando limites flexíveis e projetando processos e resultados esperados que permitem a adaptabilidade. As equipes Agile multifuncionais e auto-organizadas que valorizam a comunicação constante, a validação contínua e a evolução incremental do produto estão bem posicionadas para responder aos requisitos em mudança e às mudanças do ambiente.

Comunicação e contato com o momento presente estabelecem as bases para a adaptabilidade e aumentam a probabilidade de resiliência e estabilidade.

As equipes Agile podem aplicar sua mentalidade flexível para aproveitar técnicas conscientes, como reconhecimento e aceitação de mudanças, o que pode ajudar a remover a emoção humana (comportamento reativo) da tomada de decisão durante os períodos de mudança.

O Foco é a Chave

Outro princípio fundamental do Agile e da atenção plena é o foco em uma tarefa por vez. Os entusiastas da atenção plena defendem a importância da conscientização e do foco para se concentrarem completamente em uma única tarefa. Da mesma forma, os profissionais Agile defendem que a produtividade aumenta ao se concentrar em uma tarefa de cada vez, habilitada por equipes pequenas engajadas, sprints segmentados, visibilidade da atividade e direção e comunicação regular.

Resumindo

As equipes Agile podem aproveitar os pontos de contato com a atenção plena para maximizar suas habilidades existentes e, em última análise, alcançar seus objetivos. Por exemplo, a atenção plena promete aumentar e enriquecer a comunicação interpessoal, enquanto os projetos Agile exaltam a qualidade e a oportunidade das interações entre todas as partes interessadas do projeto. As duas abordagens são complementares.

Via Blog Deloitte

Write A Comment