Compartilhe:

Nessa semana temos uma convidada no blog. Eliana Arruda, Coach de Carreira, de Recolocação Profissional e Analista Comportamental. Ela vai abordar um assunto muito importante para nosso desenvolvimento pessoal e profissional. Vamos ao texto.

Você já deve ter ouvido aquela famosa frase do Peter Drucker:

As pessoas são contratadas pelas suas habilidades técnicas, mas são demitidas pelos seus comportamentos.

Essa frase nos faz refletir sobre a importância do autoconhecimento no mundo corporativo e na nossa vida pessoal.

O Instituto Gallup e a Revista Você S/A realizaram pesquisa com diversos profissionais e publicaram as seguintes estatísticas:

  • 70% das pessoas não se conhecem;
  • 72% das pessoas estão insatisfeitas com o seu trabalho;
  • 87% das empresas demitem seus profissionais por questões de atitude.

Estes índices parecem irreais, mas são bem reais. A percepção de nós mesmos é fundamental para orientar nossas decisões, realizar nossos objetivos, metas e sonhos, desenvolver competências e administrar nossas ações.

A Importância do Autoconhecimento

Como o Autoconhecimento Pode Influenciar Nossas Escolhas

Em alguns casos, por não termos este autoconhecimento, nos vemos perdidos diante de algumas situações e nos tornamos inseguros.

O autoconhecimento permite ampliar nossa consciência, enxergar os potenciais que foram, em algum momento, esquecidos.

Além disso, possibilita reconhecer nossos próprios defeitos, além de canalizar as energias e o foco no que é realmente importante.

Isso significa que a prática do autoconhecimento nos leva a um caminho novo e de descobertas que possibilitará ser mais assertivo e trabalhar naquilo que nos dá prazer.

Como Buscar o Autoconhecimento

Existem várias ferramentas de autoconhecimento, algumas gratuitas e outras pagas.

Optei pela segunda opção por ser mais completa, oferece vários mapas e indicadores de performance e permite a utilização do feedback. Utilizo o Mapeamento Comportamental DISC ou Teste DISC, através da plataforma do INAC Performa, em todos os processos de coaching que realizo.

Considero um acelerador do autoconhecimento!

O Mapeamento Comportamental DISC é muito usado pelas empresas no recrutamento e seleção para colocar a pessoa certa no lugar certo, para fazer promoções mais assertivas, para montar programas de desenvolvimento e sucessão e nos processos de coaching são usados para estimular o autoconhecimento.

A sigla DISC representa os quatro aspectos do comportamento humano que são: Dominância, Influência, Estabilidade e Conformidade ou Analítico.

DOMINANTE (comportamento mais dominante, rápido, ousado, competitivo, orientado para ação e para prazos envolvidos).

INFLUENTES (comportamento mais comunicativo, amigável e descontraído, orientado para as pessoas e com tendência a influenciá-las).

ESTÁVEIS (comportamento mais estável, paciente e conciliador, orientado para buscar o equilíbrio e a harmonia nos relacionamentos e ambientes).

CONFORMIDADE OU ANALÍTICOS (comportamento mais cauteloso, exigente e detalhista, orientado para fazer as coisas com precisão e qualidade).

É importante destacar que todas as pessoas têm os quatro perfis, embora um ou dois deles costuma ter maior ênfase. Dessa forma, não somos um perfil isolado, mas a soma de todas as nossas tendências de comportamento. E o resultado do teste se baseia na característica que mais se destaca no indivíduo.

Conclusão

A teoria DISC permite que você entenda e identifique suas capacidades, motivações e atitudes.

Não existe perfil melhor ou pior. Conhecer como você funciona permite que faça atividades alinhadas ao seu perfil e se torne mais realizado e feliz.

Espero ter contribuído para despertar a importância do autoconhecimento na sua vida.

1 Comment

  1. Maria Aparecida Nasser Reply

    Muito interessante e de grande importância principalmente para quem está no início da carreira.
    Bem explicado.

Write A Comment