Compartilhe:

Proporcionar simplicidade e clareza em um mundo de distrações é nosso grande objetivo na comunicação. Então, eu quero abordar a psicologia das cores no marketing nesse artigo.

As cores são fundamentais para o design. Porque elas têm um impacto significativo na nossa mente e podem mudar a maneira como nos sentimos sobre produtos e experiências. Nossos cérebros são programados para consumir, processar e digerir informações visuais mais rapidamente. Dessa maneira, o design pode melhorar essas experiências. 

A Psicologia das Cores no Marketing

As cores influenciam o Marketing de Conteúdo ao ampliar ou reduzir a eficácia do conteúdo. Não somente podem afetar as emoções, mas também levam as pessoas a reagirem e tomarem ações específicas.

O Que é a Psicologia das Cores no Marketing?

Em síntese, a psicologia das cores é a ciência que estuda como as cores afetam o comportamento humano. Portanto, quando falamos em psicologia das cores no marketing, estamos pensando no comportamento humano relacionado às vendas. Além disso, as cores afetam as conversões em sites, emails e landing pages.

Veja os números:

Do ponto de vista do Marketing de Conteúdo, as cores com conversão mais alta para as chamadas à ação são cores primárias e secundárias brilhantes: vermelho, verde, laranja e amarelo. Por outro lado, cores mais escuras como preto, cinza escuro, marrom ou roxo têm taxas de conversão muito baixas.

A Psicologia das Cores no Marketing: Entenda o impacto das cores em nossas emoções e saiba como aplicar esses conhecimentos aos negócios

As Cores no Branding

As cores também desempenham um papel fundamental nos logos. Sendo assim, o que dizem as cores e como as marcas famosas as usam em seu benefício?

Cores e Emoções

Este infográfico fornece alguns exemplos que toda empresa pode aprender sobre a psicologia das cores no marketing e no branding.

Psicologia das Cores - As Cores no Branding

Cabe também alertar que a cor é muito dependente das experiências pessoais para ser universalmente traduzida em sentimentos específicos. Posto que existem padrões mais amplos de mensagens que podem ser encontrados nas percepções de cores.

No estudo intitulado “Impacto da Cor no Marketing”, os pesquisadores descobriram que até 90% dos julgamentos feitos sobre os produtos podem ser baseados apenas na cor, dependendo do produto.

Sobre o papel que a cor desempenha no Branding, os resultados de outro estudo mostram que a relação entre marcas e cores depende da adequação percebida da cor usada para a marca em particular.

Em primeiro lugar, as cores influenciam a forma como os clientes veem a personalidade da marca em questão.

Não há diretrizes claras para escolher as cores da sua marca. “Depende” é uma resposta frustrante. Infelizmente é a verdade. Afinal, o contexto em que você está trabalhando é uma consideração essencial. É o sentimento, o humor e a imagem que sua marca ou produto cria que importam.

Tendências das cores para homens e mulheres

Outro estudo interessante sobre esse tópico é o trabalho de Joe Hallock. Nesse sentido, os dados de Hallock mostram que existem algumas preferências claras por certas cores entre os sexos.

Vale ressaltar que o ambiente – e especialmente a percepção cultural – desempenha um papel importante em ditar a adequação da cor para o gênero, o que, por sua vez, pode influenciar as escolhas individuais.

Aqui estão as descobertas de Hallock:

Tendências das cores para homens e mulheres

Pesquisas adicionais em estudos sobre percepção de cores e preferências de cores mostram que, quando se trata de tons, matizes e cores, os homens geralmente preferem cores fortes, já as mulheres, preferem cores mais suaves. As marcas podem facilmente trabalhar fora dos estereótipos de gênero rosa e azul.

Como Aplicar a Psicologia das Cores no Marketing

Azul cria confiança

O azul é uma das cores mais usadas, por um bom motivo. A literatura sobre a cor azul explica que é uma cor de confiança, paz, ordem e lealdade. Por causa desses atributos, o azul é uma das cores mais utilizadas no Marketing.

O azul chama a atenção para sentimentos de serenidade e calma. Muitas vezes é descrito como pacífico, tranquilo, seguro e ordenado. Sua mensagem sutil de confiabilidade e serenidade é real. Você pode usar isso para sua vantagem no seu site e nas páginas de destino.

O Facebook e outras grandes empresas de mídia social usam o azul como sua cor de marca. Marcas de tecnologia como IBM, Intel e Dell usam azul para evocar confiança; são empresas que criam experiências confiáveis ​​que as pessoas usam todos os dias. Muitas empresas financeiras também usam a cor azul. Aqui, azul significa estabilidade financeira.

Amarelo é para otimismo

Amarelo é uma cor de aviso. Por este motivo, é frequentemente utilizado para alertas e sinais de trânsito. Pequenos botões amarelos ou frases de chamariz podem criar apenas um toque de ansiedade. Isso faz com que as pessoas cliquem na frase de chamada para a ação. Outra vantagem do amarelo é que, por ser tão brilhante, pode se destacar mesmo quando está em uma página com muita informação.

Amarelo também é a cor do Sol e evoca sentimentos de otimismo, clareza e calor. Marcas que querem colocar um sorriso nos rostos dos consumidores chamam o poder do amarelo.

Verde evoca a natureza

Talvez a conexão de cor mais intuitiva seja o verde. É a cor do meio ambiente, ecologia e natureza. Muitas marcas cujos produtos lidam com o meio ambiente utilizam o verde. Algumas empresas de energia adotaram o verde para evocar o respeito pela natureza e pelo meio ambiente.

Laranja é diversão e urgência

O laranja sugere urgência, o que torna as mensagens perceptíveis e acionáveis. Principalmente, é uma ótima dica para banners do tipo “oferta por tempo limitado”. O laranja também pode ser usado como uma cor divertida. Laranja evoca ação, excitação e competição. Produtos infantis usam muito o laranja.

Vermelho representa energia

O vermelho é uma cor poderosa – apaixonada, calorosa, excitante, sexy e urgente. De fato, é a cor do sangue, dos sinais de parar e das rosas clássicas. Funciona bem na indústria de tecnologia e entretenimento. Pense na Netflix e na Coca-Cola.

Preto e lilás são para valor e luxo

Quanto mais escuro o tom, mais luxuoso ele é, diz a psicologia das cores. Preto, lilás e roxo evocam elegância, sofisticação e poder, o que é exatamente o que os designers de luxo e marcas sofisticadas querem que você sinta.

Psicologia das Cores - Os Gatilhos Emocionais de Cores

Conclusão

Por fim, meu recado é: teste várias cores.

Apesar do que alguns podem dizer, não há cor certa para um texto ou botão de conversão. Tente um botão verde ou amarelo. Descubra qual funciona melhor para o seu público e com o seu produto. Sendo assim, não deixe a escolha das cores apenas para o seu designer. Compartilhe suas descobertas em outras áreas com seu designer. Informações como número de vendas de determinadas peças, taxa de conversão e etc.

A cor quando usada para gerar uma determinada ação em um site, é um problema de conversão e não de estética. O designer não pode ficar sem informações para esse trabalho mais assertivo.

Em primeiro lugar, a estética da cor não é tudo. Manter-se fiel a paleta de cores da sua marca é sim muito importante e necessário. Apenas não fique preso à ela. Evite sobrecarga de cor. Não exagere. Por exemplo, o branco também é uma cor, lembre-se dos espaços em branco para dar respiro a toda sua comunicação.

A psicologia das cores no marketing é um assunto que eu adoro. Estou sempre estudando e quero muito saber quais os insights que você teve com esse artigo.

Como você tem trabalho as cores nas suas criações para as redes sociais? E nas suas páginas de destino? Escreva nos comentários. Envie suas perguntas.

Compartilhe:

3 Comments

  1. Ola Cristiane!!! Eu utilizo muito o fundo azul petróleo ou preto… Vc acredita que para ser mais clean, chamar mais a att do público, deveria utilizar o fundo branco??!

  2. Rosângela Reply

    Olá Cristiane, adorei sua postagem no youtube sobre psicologia das cores no marketing.

    • cristianethiel Reply

      Olá Rosângela! Obrigada. Seja bem-vinda.

Write A Comment