Compartilhe:

Quando você pensa na sua marca, é comum levar em consideração logo, tom de voz, paleta de cores e fontes. Embora a identidade visual seja muito importante, existem outros elementos que devem ser gerenciados de maneira estratégica. Tais características se unem para compor a identidade da sua marca, como missão, visão, valores e posicionamento. O alinhamento entre cultura organizacional e branding possibilita uma vantagem competitiva determinante, mas muitas vezes ignorada.

Um fator que nem sempre é considerado ao definir a identidade da sua marca é a cultura da empresa. Esse atributo vive internamente, mas desempenha um papel maior do que se imagina ao abordar quem sua marca realmente é. Porque na verdade, a cultura organizacional é mais profunda do que oferecer uma sala de jogos aos funcionários.

Cultura Organizacional e Branding: Alinhamento Para o Sucesso

O Que é Cultura Organizacional?

A cultura organizacional é o conjunto de valores, atributos e características compartilhados em uma organização. Ou seja, é como as pessoas podem encontrar um significado maior em seu trabalho, manter o entusiasmo e alcançar o crescimento profissional.

Estudos mostram que quando as pessoas veem valor no trabalho que estão fazendo, encontram a verdadeira motivação. É o propósito por trás do trabalho que está sendo feito que une sua equipe. A cultura é onde o propósito é entendido e vivido. Quanto mais transparente você for com sua equipe sobre como suas contribuições afetam as metas gerais dos negócios, mais conectados eles se sentirão com a marca.

Por Que a Cultura da Empresa é Importante?

A cultura corporativa é mais do que apenas uma palavra da moda entre as agências de marketing. Ela realmente tem um fator decisivo para um negócio. Pense nela como o relacionamento entre a empresa e seus funcionários.

O fit cultural tornou-se uma prioridade para muitas pessoas em busca de emprego. Porque passamos mais de 40 horas por semana trabalhando nesses ambientes. Não seria bom passar esse tempo cercado de pessoas que você admira e em um lugar que você gosta de ir todos os dias? Quando isso não acontece, gera menos lealdade e mais desconfiança entre os trabalhadores e a liderança. As empresas que são bem-sucedidas na criação de uma cultura forte fazem um ótimo trabalho ao eliminar essa barreira.

As empresas hoje estão procurando abordar as preocupações sobre esgotamento e desequilíbrio entre priorizar o trabalho e a vida pessoal. Estão trabalhando para se tornarem mais atenciosas com a vida pessoal de seus funcionários, implementando abordagens como o trabalho remoto. Se seus concorrentes estão dando mais atenção ao equilíbrio entre vida profissional e pessoal do que você, eles certamente conquistarão os melhores candidatos no mercado.

Seus funcionários são os embaixadores número um da sua marca. Você pode contar com eles para trazer novos talentos, líderes de negócios e compartilhar a visão da empresa com o mundo exterior. Porém, isso só acontece se eles sentirem que a marca realmente merece sua dedicação. É estranho como muitas empresas querem que o cliente sinta o quanto são valorizados, mas não fazem o mesmo com sua força de trabalho. Assim como qualquer relacionamento importante com o cliente, você também deve nutrir os que estão dentro de sua organização.

Por Que a Cultura da Empresa é Importante

Cultura Organizacional e Branding

Sua marca vai muito além da identidade visual, ela também é definida pelos valores compartilhados entre a empresa e os colaboradores. A boa cultura organizacional é mais do que apenas uma tática de marketing de mídia social. Porque ela alinha sua equipe com a visão da empresa e alimenta a motivação para se engajar e fazer a diferença. É o relacionamento que a liderança cultiva e nutre entre a empresa e seus funcionários.

O passo fundamental para alinhar cultura organizacional e branding é entender o que a marca representa e como cada funcionário dá vida a isso. O respeito que os funcionários têm pelos clientes e por seus colegas é um fator chave para o alinhamento entre cultura e marca. Se a cultura da empresa estiver alinhada e integrada ao branding, os funcionários estarão mais propensos a tomar decisões e realizar ações que cumpram a promessa da sua marca.

Sendo assim, a cultura corporativa deve ser vista como uma peça fundamental na caixa de ferramentas de todo profissional de marketing. Porém, a estratégia só funciona quando marca e cultura estão alinhadas. A cultura percebida de uma empresa pode afetar as decisões de compra dos consumidores. O fato é que a cultura pode apoiar a história de uma marca ou ser seu pior pesadelo.

Como a Cultura Afeta sua Marca

Não importa onde sua organização esteja nessa escala entre apoiar a marca ou prejudicá-la, os profissionais de marketing precisam estar atentos à história que a cultura está contando e, se necessário, trabalhar com a liderança para alinhar os dois.

Por exemplo, uma empresa que tem uma marca inovadora que cria e entrega consistentemente produtos e tecnologias avançados ou inovadores, como a Apple, deve ter uma cultura imaginativa, cheia de pessoas que assumem riscos e gostam de experimentação, melhoria contínua e inventividade.

Se a missão de uma empresa é causar um impacto social ou ambiental positivo ou melhorar a qualidade de vida das pessoas, a cultura deve ser inspiradora, empática e transparente. A Patagonia desenvolveu sua reputação com esse tipo de branding e cultura com consciência ambiental.

Ou seja, de qualquer forma que uma empresa esteja buscando posicionar e diferenciar sua marca, seja pelo atendimento, qualidade, luxo ou outro fator, ela precisa priorizar e incorporar essas qualidades na cultura da empresa, acima de tudo.

Alinhando Cultura Organizacional e Branding

Alinhando Cultura Organizacional e Branding

Para alinhar cultura organizacional e branding, uma organização deve primeiro determinar sua identidade de marca. Ou seja, como deseja que sua organização seja percebida e experimentada por clientes e todas as partes interessadas.

Depois de conhecer a identidade que deseja construir, você pode começar a alinhar a marca externa com a cultura interna, identificando o tipo de cultura necessário para entregar a marca. Obviamente, diferentes tipos de marcas são alcançados através de diferentes tipos de culturas. Se você deseja posicionar sua marca como disruptiva, deve cultivar uma cultura de assumir riscos para que seus funcionários estejam inclinados a agir com ousadia e quebrar convenções.

Parte desta construção é determinar os valores de marca necessários para nutrir a cultura desejada. Os valores centrais são os princípios e prioridades que representam o que é importante para sua organização e ajudam a moldar as atitudes, decisões e ações das pessoas para que possam viver sua marca de forma autêntica.

Após identificar os valores, defina como eles se relacionam com os comportamentos e expectativas exclusivos de sua marca, assim que se cultiva atitudes e comportamentos necessários para representar sua marca .

Sua cultura empresarial deve ser tão distinta quanto sua marca. Não existe um tipo certo de cultura, assim como não existe um tipo melhor de marca. É como você constrói, posiciona, integra e alinha os dois que determina se a marca será bem-sucedida.

Mas a jornada da cultura da marca ainda não terminou. Na verdade, é preciso um trabalho intencional para continuar a promover a conexão entre cultura e marca. Se os dois descarrilarem de alguma forma e houver um conflito entre cultura e marca, seus clientes, funcionários e prospects verão isso, possivelmente causando dúvidas e desconfiança em sua marca.

Conclusão

O objetivo final é garantir que seus valores e cultura permaneçam alinhados com sua marca e permitir que seus funcionários vivam e representem sua marca de forma plena e intencional. E porque é importante que uma marca seja autêntica e consistente, é importante gastar o tempo com antecedência para acertar a cultura. Você não pode mudar de marca e cultura constantemente ou corre o risco de confundir seus funcionários e seus clientes.

Quando a cultura organizacional falha, você corre o risco de perder seus melhores funcionários, perder talentos de alto nível e manchar a imagem da sua marca como um lugar que dá lucro às pessoas. Se você está enfrentando atritos em sua organização, considere como pode mudar a cultura da sua empresa para melhorar o moral e a satisfação dos funcionários.

Compartilhe:

Write A Comment