Compartilhe:

Quando você faz marketing está gerando demanda e promovendo seus serviços e produtos. Quando você está criando uma estratégia de branding, por outro lado, você está aumentando a credibilidade da marca e criando valor de marca. Para fazer cada coisa na hora certa, aqui está um guia para que você entenda a diferença entre branding e marketing.

A Diferença entre Branding e Marketing

Você quer divulgar seus produtos e serviços e ser uma marca em que as pessoas confiem. De maneira que elas não tenham medo de recomendar sua marca.

Uma estratégia de branding não é tão fácil quanto apenas dizer ao seu público para comprar seu produto ou serviço simplesmente porque é melhor que a concorrência.

Você quer expressar a verdade e o valor de seus produtos/serviços e sua identidade de marca para que o consumidor possa acreditar por si mesmo.

Você não está pressionando os consumidores, você está mostrando quais são os atributos da sua marca e está deixando que eles decidam por si mesmos com base na marca que você está mostrando para eles.

Entender o seu valor, mostrar em vez de apenas falar, entender o quanto você é valioso e entregar consistentemente resultados de alta qualidade.

Branding e Marketing

O que é Branding?

É uma pergunta aparentemente simples que muitas empresas têm dificuldade em responder. Naturalmente, uma marca depende de elementos visuais, como logo, paletas de cores e fontes. Mas também inclui coisas intangíveis, como voz, personalidade e propósito de marca.

Uma marca é o conjunto de expectativas, memórias, histórias e relacionamentos que, juntos, representam a decisão do consumidor de escolher um produto ou serviço em detrimento de outro.
– Seth Godin

Para entender melhor como uma empresa pode moldar essas expectativas e memórias, vamos explorar alguns aspectos fundamentais do desenvolvimento da marca: personalidade, propósito, diretrizes e experiência.

Personalidade da Marca

Marcas fortes têm uma personalidade bem definida. Em um nível básico, uma personalidade de marca compreende as emoções e ideias associadas a uma marca. Uma personalidade é importante porque ajuda a definir como os clientes interagem com a marca.

Por exemplo, a marca Pantone é vista como líder de pensamento inteligente e criativo. Como autoridade para profissionais de design em todo o mundo, as mensagens da Pantone permanecem informativas e profissionais.

O importante a lembrar sobre a personalidade da marca é que ela é bem-sucedida quando influenciada pela base de clientes.

Ajustar o que seu público quer e precisa é a melhor maneira de informar as características da personalidade da sua marca. Isso garante que a personalidade da sua marca seja memorável e única quando comparada aos concorrentes.

Personalidade da Marca

Propósito da Marca

A essência da marca expressa o que a marca tem de único que a diferencia de todas as outras. O propósito está relacionado ao papel que a marca desempenha.

O propósito da sua marca ajuda a esclarecer no que sua marca acredita, porque ela existe e porque os clientes devem se envolver.

Em um mundo onde tantas empresas estão disputando a atenção do consumidor, o propósito da marca ajuda uma empresa a se conectar a futuros clientes em um nível emocional.

Para estabelecer um objetivo claro e diferenciado, é melhor começar definindo a essência e depois os principais valores da sua marca.

Se sua marca fosse uma pessoa, seus valores centrais representariam suas crenças pessoais, políticas e morais.

Da mesma forma, os valores de uma marca determinam como ela age, com quem trabalha e quais escolhas ela faz.

Se bem definidos, os valores da marca são relacionáveis, acionáveis e memoráveis. Quando as pessoas podem se relacionar com os valores de uma marca em um nível pessoal, elas sentem uma conexão emocional.

Por sua vez, é mais provável que desenvolvam uma ligação fiel à marca e a apoiem ao longo do tempo.

Delinear os principais valores também ajuda a definir a declaração de missão de uma marca.

Desde a criação de uma nova campanha de marketing até a escolha de um parceiro estratégico, existe uma declaração de missão para orientar e informar decisões importantes.

Quando usada consistentemente, uma declaração de missão ajuda a sua marca a definir uma presença de mercado e uma proposta de valor únicas em que os clientes acreditam.

Propósito da Marca

Diretrizes ou Guidelines

Em seguida, uma marca deve manter um conjunto detalhado de padrões. Essas diretrizes ajudam designers gráficos, profissionais de marketing, desenvolvedores web, gerentes de comunidade e até mesmo outros departamentos a permanecerem na mesma página e apresentar uma visão unificada da marca ao público.

Ao criar diretrizes de marca, sempre inclua regras para a identidade visual. As regras incluem posicionamento e aparência do logo, cores da marca, fontes, e etc.

Podemos chamar de manual de identidade visual, manual da marca, brandbook, brand guidelines…

É um manual prático que mostra ao mundo exatamente como a marca deve se comunicar. Contém instruções explícitas sobre como a marca deve e não deve ser apresentada.

Esses tipos de diretrizes são importantes para garantir que todos comuniquem a marca de forma correta e precisa em mídias impressas e digitais. O uso incorreto da marca pode prejudicar sua integridade.

As diretrizes da marca também podem ajudar a definir aspectos da voz de uma marca, incluindo o tom. Se você quer que sua marca pareça divertida e informativa, você deve evitar o uso de termos complexos ou palavras intimidadoras.

Se uma marca prefere manter uma personalidade inteligente e informativa, um determinado nível de complexidade pode ser necessário para que a linguagem entre em ressonância com o público certo.

Definir diretrizes de marca ajuda a empresa a manter uma imagem e personalidade consistentes em todos os pontos de contato com o cliente. Isso é fundamental para ajudar sua marca a se destacar em um mundo cada vez mais competitivo.

Além disso, as diretrizes da marca desempenham um papel importante na criação de uma mensagem de marketing memorável.

Experiência de Marca

Experiência de Marca

Como uma experiência de marca depende principalmente de coisas intangíveis, como as emoções que os clientes associam a uma marca, às vezes pode ser difícil defini-la. Felizmente, uma abordagem consistente da marca pode, até certo ponto, orientar e influenciar a experiência da marca.

Por exemplo, uma personalidade e um propósito de marca consistentes ajudam a estabelecer sentimentos de confiança e amizade entre os clientes.

Digamos que você mantenha uma voz divertida, mas responsiva, nas redes sociais. Isso pode ajudar as pessoas a se sentirem à vontade quando tiverem uma preocupação com seu produto.

Ou digamos que a missão da sua marca descreve um compromisso com o fornecimento sustentável. As pessoas sempre saberão que podem se sentir bem com seus produtos, já que a sustentabilidade faz parte de sua missão desde o primeiro dia.

Experiências de marca consistentes e poderosas criam seguidores. Os clientes fiéis são aqueles que apoiam a sua marca ao longo do tempo e são uma fonte importante de receita.

O Que é Marketing?

O branding conta quem é sua empresa e porque ela existe. Ele fornece a sua empresa uma identidade real, associada a ideias, emoções e crenças.

O marketing capacita essa identidade ao compartilhar a missão e os valores de uma marca de maneira relevante, o que impulsiona as vendas.

É uma área enorme de conhecimento que envolve muitas atividades e processos. Para entender o marketing de uma maneira mais concreta, considere os três principais objetivos do marketing (e como cada um se relaciona com o branding).

Informar

O marketing procura ensinar aos clientes quem é uma marca e porque sua existência é importante. Isso geralmente é chamado de reconhecimento de marca, especialmente para pessoas que ainda não ouviram falar de uma empresa.

Inspirar

O marketing inspira as pessoas a acreditarem no valor dos produtos e serviços de uma marca. Ele mostra às pessoas porque vale a pena investir na marca e como isso melhorará suas vidas.

Gerar Receita

Primeiro, o plano de marketing atrai as pessoas para sua marca. Em seguida, oferece incentivo e apoio durante todo o processo de compra. O resultado? Vendas, vendas e mais vendas.

O marketing é uma ferramenta de vendas.

De redes sociais e anúncios a postagens de blogs, o marketing vem em várias formas e abrange vários formatos.

Não importa em que tipo de marketing uma marca confia, no entanto, todos os esforços são voltados para um objetivo final: vender.

Seja uma organização sem fins lucrativos, uma empresa independente ou uma megaempresa, toda organização precisa vender para sobreviver.

Às vezes, é simplesmente uma ideia sendo vendida. Outras vezes, é um produto ou serviço.

O marketing é o que inspira um cliente a investir em uma marca. A ferramenta que fecha o negócio.

Marketing e vendas estão intimamente interligados

Por isso marketing e vendas estão intimamente interligados.

Nem todas as mensagens de marketing são criadas igualmente.

O marketing de sucesso deve ser informativo, influente e confiável. Por que? Porque mensagens de marketing desequilibradas muitas vezes deturpam uma marca, resultando em inconsistências no que uma empresa representa.

Se você priorizar principalmente os esforços de marketing para influenciar as pessoas, por exemplo, a marca pode parecer vendedora e desonesta. Se está tentando muito ser confiável, por outro lado, pode ser tão transparente que não tem o poder de venda.

Esta é uma linha delicada e por vezes difícil de caminhar, e se torna ainda mais complexa à medida que um negócio cresce.

A boa notícia é que uma marca bem definida ajuda a manter as mensagens de marketing consistentes, permitindo que elas reforcem a reputação e a lucratividade geral de uma empresa.

Entenda a Diferença entre Branding e Marketing

Marketing é a mensagem que você tenta transmitir. Sua marca é sua identidade.

Marcas autênticas não surgem de campanhas de marketing ou agências de publicidade. Eles emanam de tudo o que a empresa faz.
– Howard Schultz

Sua marca é o motivo da sua existência. É o valor autêntico e único que você pode oferecer aos seus clientes. Inclui a cultura da sua empresa e é comunicada aos clientes sempre que eles se envolvem com a sua marca.

O Branding vem antes de do Marketing.

Apenas logos, embalagem e um slogan não significa que você tenha uma marca. O que você realmente possui é um conjunto de ingredientes e mensagens de marketing.

Branding é o processo de definir quem é a sua marca. Depois de cuidar desse processo, você pode escolher desenvolver sua estratégia de branding e barketing e, por fim, construir sua campanha.

Você é o dono do seu marketing

Você é o dono do seu marketing, mas os consumidores são os donos da sua marca.

O marketing é mais fácil de entender e controlar. O Branding, no entanto, não é tão simples e fácil quanto parece.

É muito importante entender as principais diferenças entre branding e marketing e nunca se confundir.

Uma delas é que, enquanto o marketing é narrativo, o branding envolve mais ouvir do que falar. Os consumidores podem dizer melhor a você quem é a sua marca e como ela deve ser, já que eles realmente sabem mais do que você.

As melhores marcas do mundo são aquelas que usam sua compreensão das diferenças entre o branding e o marketing para criar campanhas que funcionam em uníssono com sua estratégia de branding e marketing.

Essas marcas sempre ouvem seus clientes e permitem que suas expectativas e valores definam a posição de sua marca. Mais tarde, eles constroem campanhas de mercado para transmitir esses valores por meio de métodos simples e exclusivos.

Branding é uma estratégia. Marketing é uma tática.

Essa analogia pode fornecer mais entendimento. A marca é o que fica depois que o marketing passou pelo lugar.

A marca é o que fica na sua consciência depois de se deparar com ela por meio de qualquer campanha. Pode não significar necessariamente que você testou ou comprou o produto (ou serviço) naquele momento.

O marketing tem o papel em influenciar o cliente a comprar seu produto, mas é realmente a marca que determina a verdadeira fidelidade dos clientes.

Uma marca é composta de muitos componentes e a experiência vivida é um dos principais.

O marketing descobre e estimula os compradores

O marketing descobre e estimula os compradores. O branding transforma os clientes em evangelistas dedicados.

Todas as marcas devem vender. Como elas vendem é uma questão diferente, e cada membro da equipe da marca contribui para o sucesso ou causa danos.

Cada pensamento seu, cada política, cada ação, cada anúncio tem um impacto sobre a fidelidade à marca de quem é visível para ela. Há um efeito nas vendas causado por tais ações.

Falando do aspecto financeiro, o marketing é um centro de custos. Dito isto, as atividades mal pesquisadas e implementadas podem fazer com que pareça um centro de custos, mas uma campanha de marketing bem construída funciona como um investimento que se paga em vendas e fortalecimento da marca.

Branding é a promessa que você entrega.

Onde quer que o marketing termine, o branding ainda estará lá!

Um ponto muito importante a ser entendido é que o branding não é uma prática única que você precisa fazer apenas no começo. É um processo contínuo que permeia seus métodos, sua filosofia e, mais importante, seu progresso.

Também requer um grande comprometimento e lealdade que deve ecoar em seus esforços. Por fim, toda empresa quer adquirir o maior número de clientes possível e obter uma quantidade razoável de lucros. E esta é a medida do sucesso da sua marca também.

Conclusão

O marketing é uma ferramenta essencial para criar conscientização sobre o produto, conquistar novos clientes e atingir metas importantes de vendas.

Porém, para enviar mensagens consistentes e relacionáveis, o marketing precisa de uma marca forte para se sustentar.

Entender a diferença entre branding e marketing é a chave para moldar uma estratégia de marketing voltada para a marca que gera resultados.

Para aplicar essas estratégias na sua empresa, entre em contato comigo e solicite seu orçamento.

Write A Comment