Compartilhe:

O marketing de hoje é focado em personalização. Os clientes desejam experiências de compra mais personalizadas e uma jornada de compra individualizada. Por isso, uma estratégia de marketing que foca na segmentação psicográfica é o caminho para o sucesso.

Dos amigos que fazemos aos bairros que escolhemos para morar, a segmentação psicográfica está profundamente enraizada em nosso dia a dia e deve ser igualmente utilizada na estratégia de marketing.

Segmentação Psicográfica

Como Entender seus Clientes

Você já percebeu que o trabalho de entender seu cliente não é adivinhação. Em primeiro lugar, quando você sabe quem são, onde estão, o que amam e o que odeiam, pode se comunicar com muito mais eficácia.

Quando pensamos em segmentação de mercado, geralmente os dados psicográficos e comportamentais são subestimados. Mas eles são excepcionalmente valiosos.

Toda empresa quer que seus clientes sintam que são importantes.

Porém, para que isso seja possível, os clientes devem ser tratados como indivíduos, com desejos e necessidades únicos. Portanto, quando se trata de manter as pessoas genuinamente satisfeitas, o que podemos fazer?

A personalização das experiências do consumidor comprovadamente fortalece a afinidade com a marca, melhora a fidelidade do cliente e aumenta o ROI, junto com muitos outros benefícios.

No entanto, como começa a jornada para experiências personalizadas? Falamos tanto em marcas centradas no cliente e personalização, mas como fazer isso?

Segmentação de Mercado

O Que é Segmentação Psicográfica?

Quando falamos em segmentação de clientes ou buyer personas, a primeira coisa que vem a mente de muitas pessoas é a segmentação demográfica. Ou seja, abordar os consumidores com base em coisas como idade, renda ou localidade.

Embora a segmentação demográfica seja importante, na verdade estou falando sobre algo um pouco mais profundo.

A segmentação psicográfica organiza seu mercado com base em atitudes, interesses, personalidade, valores, opiniões e estilo de vida do consumidor.

Permite que você crie e comercialize melhor seus produtos, pois haverá uma correspondência mais precisa entre o produto e as necessidades e desejos de cada segmento.

Nosso foco aqui está em: interesses, atividades e opiniões. Nosso objetivo é identificar as crenças e emoções das pessoas, não apenas sua idade e gênero.

É a maneira qualitativa de estudar os consumidores com base em características e traços psicológicos, como valores, desejos, objetivos, interesses e escolhas de estilo de vida.

Os dados psicográficos no marketing busca a compreensão das emoções e valores do consumidor, para que você possa atuar com mais precisão.

Podemos resumir os dados psicográficos em três tipos: interesses, atividades e opiniões.

Dados Demográficos e Psicográficos

Então, isso significa que devemos esquecer todos os dados demográficos? Não exatamente. Para algumas marcas e negócios, a segmentação demográfica se encaixa perfeitamente no projeto.

Veja a L’Oreal, por exemplo. A marca se concentra principalmente em mulheres e, em seguida, segmenta ainda mais o mercado com base na idade. A segmentação demográfica básica funciona muito bem nesse caso.

Porém, quando se trata de outras áreas, como consultoria ou entretenimento, por exemplo, as marcas precisam olhar além da demografia básica e ampliar sua estratégia com elementos psicográficos.

A segmentação psicográfica fornece informações valiosas sobre o comportamento do consumidor.

Nos dá uma ideia sobre as motivações, necessidades e desejos dos consumidores. Com essas informações, podemos nos comunicar melhor.

Sobretudo, os dados psicográficos nos permitem criar mensagens e conteúdo extremamente personalizados, além de facilitar o direcionamento mais inteligente de palavras-chave.

Contudo, tenha em mente que nenhum dos tipos de dados deve ser vistos de maneira independente. Você deve analisar dados psicográficos em relação a dados demográficos, geográficos ou comportamentais.

A Importância da Segmentação Psicográfica

Essencialmente, se você sabe como as pessoas escolhem e comparam produtos ou serviços em sua categoria, você sabe como estruturar e priorizar o conteúdo.

  • Se você conhece suas crenças mais profundas, pode alinhar suas mensagens de marketing.
  • Quando você sabe com o que eles não se importam, pode ignorar alguns tópicos.
  • Se você sabe o que eles lêem, sabe onde encontrá-los.

Os dados psicográficos mostram por que as pessoas compram.

Eles ajudam a definir buyer personas mais robustas. É o caminho para criar a mensagem certa e compartilhar no lugar certo. São dados menos objetivos, mas muito úteis.

Os dados psicográficos mostram por que as pessoas compram.

O Que Analisar na Segmentação Psicográfica?

Podemos resumir os dados psicográficos em três tipos: interesses, atividades e opiniões. Você também pode dividir esses três tipos em subcategorias. As atitudes são diferentes das opiniões, o estilo de vida e o comportamento são diferentes das atividades.

Interesses

Os interesses de uma pessoa revelam conceitos e ideais que impulsionam suas paixões. Inclui também hobbies, afiliações e passatempos. Um consumidor pode ter interesses variados, como colecionar moedas, origami, jardinagem ou pesca.

Isso porque ao identificar os interesses da persona, as empresas podem definir com mais sucesso como falar com essas pessoas.

Atividades

As atividades se concentram basicamente na rotina diária de alguém. Uma pessoa que vai de bicicleta para o trabalho e pratica esportes nos finais de semana provavelmente tem padrões de compra diferentes dos de alguém que dirige para o trabalho e assiste a muitos filmes e seriados.

Opiniões

Todos têm opiniões, e as redes sociais deixam isso bem claro!

Queremos saber a opinião das pessoas sobre filmes, personalidades, políticos, atores e programas de televisão. Além de terem opiniões, as pessoas gostam de compartilhar seu ponto de vista. Por isso que enquetes fazem sempre muito sucesso.

Quando as pessoas têm opiniões semelhantes, elas se organizam em tribos. Opiniões e atitudes são uma oportunidade, muitas vezes, ainda inexplorada para as marcas. Compartilhar os valores da sua marca ajuda as pessoas a saberem como se posicionar em relação à sua empresa.

Segmentação Psicográfica

Conclusão

A internet tornou dados psicográficos mais acionável e mais fácil de pesquisar. A princípio, pense na buyer persona com base em uma combinação de dados demográficos e psicográficos.

Claro, você deseja saber a faixa etária geral, faixa salarial e geolocalização. Essas coisas tornam mais fácil atingir seus clientes em um nível granular. Porém, ajuda você com mensagens muito mais focadas e criativas.

Você não apenas pode criar a mensagem certa, mas também pode usar a segmentação psicográfica para compartilhar no lugar certo na frente das pessoas certas.

A segmentação psicográfica te ajuda a conhecer e entender seu cliente. Quando você entende seu cliente, seu marketing se torna eficaz.

http://t.me/brandingdigital
Compartilhe:

Write A Comment