Compartilhe:

Storytelling e marketing de conteúdo são elementos cruciais para a construção de uma marca. Formam o par perfeito para divulgar seus negócios e destacar sua marca de maneira autêntica e com credibilidade.

As histórias sempre foram uma forma de comunicação. Antes que as pessoas aprendessem a escrever, contavam histórias umas às outras. São muito mais fáceis de lembrar do que fatos isolados. Além disso, são agradáveis. Estimulam nossa imaginação.

A história da sua marca é contada por meio de cada interação que os clientes têm com você.

Storytelling e Marketing de Conteúdo

O que é uma história?

Uma história é a narrativa de um evento ou uma sequência de eventos. Pode ser verdade ou ficção. Porém sua mensagem deve ser verdadeira. Deve ser consistente e autêntica.

Uma história adiciona emoção, personagens e detalhes sensoriais a fatos simples. É por isso que uma história nos prende, nos puxa ao longo de sua trama e transmite sua mensagem central de maneira poderosa.

Todo mundo tem uma história para contar.

Todos nos lembramos de histórias da nossa infância. De fato, conhecemos histórias da vida real de nossos amigos e familiares. Lemos ótimos livros e assistimos filmes memoráveis que nos comoveram, nos fizeram chorar ou gargalhar. As marcas também estão cheias de histórias para contar. Nossas vidas são uma coleção de histórias.

Todo mundo tem uma história para contar

O que é storytelling?

Storytelling é a arte de contar histórias para envolver a audiência. Em resumo, o contador de histórias transmite uma ideia de uma maneira divertida. É um processo que envolve várias ferramentas.

Nossos cérebros adoram aprender com histórias.

Nossos cérebros gostam das histórias porque elas entregam as informações de maneira organizada e nos ajudam na compreensão.

Buscamos por padrões conhecidos para entender novos conceitos e ideias. As histórias são construídas sobre causas e efeitos. Um evento leva a outro. Pensamos em narrativas o dia todo. Esse é um processo inconsciente e incontrolável.

Desde o início dos tempos, os seres humanos educaram as gerações mais jovens usando histórias. Na maior parte da nossa existência, todo conhecimento e valores foram transferidos de geração em geração apenas usando histórias.

Nossos cérebros adoram aprender com histórias

As histórias cativam e prendem a nossa atenção.

Estamos mergulhados em um mar de informações. Como podemos conquistar a atenção do público? Nossa audiência é bombardeada o dia inteiro por conteúdo.

Boas histórias ajudam as pessoas a se lembrarem das mensagens. Dão vida aos fatos e os enchem de emoção. Você ouve uma boa história com seu coração.

Se uma história é bem contada, você sente como se estivesse lá. Você sente o que o narrador sente. Vê e ouve o que o narrador vê e ouve. Visualiza as imagens, ouve os sons e sente os aromas.

Assim, as histórias nos ajudam a lembrar ativando muitas partes do cérebro em vez de apenas as partes usadas para processar fatos e números.

Uma boa história de marca é:

  1. Divertida: É a melhor maneira de manter seu público envolvido.
  2. Relevante: Não basta ser divertida, precisa ser relevante para sua audiência.
  3. Única: Ninguém pode contar sua história como você.
  4. Memorável: Contar histórias de marca é uma maneira comprovada de diferenciar seus negócios.
  5. Significativa: Seu público pode se imaginar no seu lugar?

Claro, não podemos esquecer o básico que qualquer história precisa ter: quem, o quê, onde, como, quando e porquê.

Storytelling e Marketing de Conteúdo

O storytelling é muito eficaz para se conectar com sua audiência. Entretanto, como pensar no contexto do marketing de conteúdo? Nesse caso, objetivo final é, obviamente, envolver a audiência com informações valiosas que os transformarão em seus clientes. Então, como trabalhar storytelling e marketing de conteúdo em sintonia?

Sua história deve incorporar a essência da sua marca.

O objetivo principal de contar histórias no marketing de conteúdo não é apenas apresentar fatos simples sobre sua marca, produtos e serviços, mas conectar-se com a audiência com suas histórias.

Incorpore a essência da marca no centro de cada narrativa. Isso vai inspirar seu público. Inclua seus valores de marca em suas histórias.

Sua história deve incorporar a essência da sua marca

Deve permitir que os leitores visualizem seu contexto.

Uma conexão sólida entre uma marca e a audiência só pode ocorrer se eles puderem visualizar o contexto. Se puderem visualizar o que você está tentando dizer. Em outras palavras, aí está a importância de trazer emoção e objetivos de marketing ao conteúdo.

Permitir que os leitores se identifiquem com a sua personalidade.

Por isso é importante conhecer as buyer personas. Entender com profundidade os desejos e necessidades da sua audiência. Só assim poderá se conectar em um nível mais pessoal e emocional.

🔗 Mapa de Empatia: Insights dos Clientes

Sua história deve incluir o que os leitores estão dizendo.

Você acompanha sua audiência? Criar sua história com essa perspectiva vai dar mais credibilidade à sua marca, mostrando que você se importa com o que eles dizem.

Sua história deve ser acessível.

Você se comunica regionalmente ou globalmente? Dependendo de quem é sua audiência, isso faz muita diferença. Sua história deve ser acessível e facilmente compreendida por todos, independentemente do idioma ou da localização geográfica. Portanto, a comunicação deve ser integrada.

Conclusão

As pessoas adoram histórias e isso é um fato. O marketing de conteúdo visa envolver a audiência com um tipo especial de conteúdo para alcançar uma ação específica.

O storytelling vai além disso. Sua história deve envolver narrativas bem elaboradas que facilitem a conexão e a comunicação com seus clientes de maneiras mais informativas, significativas e envolventes.

Por fim, o storytelling pode ser aplicado de várias maneiras diferentes no marketing de conteúdo para criar uma percepção que conecte sua empresa ao seu público.

Compartilhe:

Write A Comment